O que a compra da Onofre significa para a Raia Drogasil

O que a compra da Onofre significa para a Raia Drogasil

No final do mês de fevereiro a Raia Drogasil (“RD”) anunciou a compra da Onofre. Anteriormente, em 2013, a Onofre havia sido adquirida pela CVS Health – um dos maiores players do setor de farmácias no mundo.

A incursão da CVS no mercado brasileiro foi extremamente mal-sucedida. Isso se deveu tanto a problemas contábeis não detectados no momento da aquisição da Onofre quanto a erros em sua estratégia comercial.

No mesmo período em que a CVS lutava para tornar a Onofre lucrativa, a RD se tornou a maior rede de farmácias do Brasil com mais de 1.800 unidades em operação e uma participação de mercado de 12,9% em todo o território nacional. Considerando apenas o estado de São Paulo a participação sobe para 27%.

A aquisição da Onofre pela RD, pelo menos de acordo com os dados públicos divulgados, foi feita sem a realização de qualquer desembolso pela RD à CVS, ou seja, ela apenas assumiu as operações da Onofre que no momento são deficitárias.

A Onofre possui apenas 50 lojas, sendo 47 no estado de São Paulo o que pode acarretar em algum tipo de problema para aprovação da operação no CADE, considerando que a RD já é líder com uma participação relevante nesse mercado. Entretanto, não parece que o CADE tenha motivos para bloquear a operação, e a eventual imposição de restrições não parece suficiente para impedir a conclusão da operação.

O grande ativo que a RD está adquirindo são as operações online da Onofore, que de forma acertada vinha investindo em seu braço de e-commerce com relativo sucesso.

Com atuação em todas as regiões do Brasil, a RD tem a chance de ampliar consideravelmente as operações de e-commerce da Onofre, hoje restritas, basicamente, a Grande São Paulo.

Dessa forma, a operação parece um passo na direção correta da RD para o futuro. No entanto, não muda o cenário para a empresa no curto prazo, no qual a empresa parece avaliada em bolsa acima de suas possibilidades de entrega para o próximo ano, em especial considerando o aumento da concorrência no mercado de farmácias. Nesse ponto, é importante mencionar o potencial IPO da Pague Menos, que deve trazer maiores possibilidades de investimento para a rede cearense, e a maior agressividade da Extrafarma, rede de farmácia do grupo ultra, que iniciou recentemente operações no estado de São Paulo.

Deixe uma resposta

Fechar Menu